O AMOR PERMANECE





O amor nunca perece. – 1 Coríntios 13:8

De todos os desafios do amor, este é o supremo. Mesmo ameaçado, o amor persevera. Mesmo desafiado ele segue em frente. Mesmo maltratado e rejeitado, ele se recusa a desistir.

O amor nunca perece.


Muitas vezes quando o casamento está em crise, o cônjuge que tenta fazer com que as coisas funcionem bem se chegará ao outro e, declarando com precisão que não importa o que tenha acontecido no passado, ele está comprometido com o casamento. É certo que o seu amor irá permanecer. Ele prometeu. Mas o outra cônjuge ainda não deseja ouvir isso, e conserva sua posição. Eles ainda’ resistem. Eles não vêem o casamento a longo prazo. E eles nem mesmo desejam que isso aconteça mais.
Aqueles que foram expostos a essa situação difícil, que tentaram restaurar o que foi destruído, não podem lidar com a rejeição. Assim, eles acabam declarando: “Tudo bem.
Se você quer dessa maneira, é assim que vai ser.”
Mas se o amor é realmente amor, ele não hesita quando não é recebido da maneira como gostaria. Se podem dizer para o amor desistir de amar, então este verdadeiramente não é amor. O amor que vem de Deus é permanente, impossível de ser parado. Se o objeto desse afeto não quer recebê-lo, o amor continua amando do mesmo jeito.
O amor nunca perece. Nunca.
O amor de Jesus é assim. Os seus discípulos eram totalmente imprevisíveis. Após comemorarem juntos a Páscoa, quando Jesus disse que eles o abandonariam antes da noite terminar, Pedro declarou, Ainda que todos se escandalizem de ti, eu nunca me escandalizarei … Ainda que me seja necessário morrer contigo, de modo algum lhe negarei” (Mateus 26:33,35). E todos os outros discípulos falaram a mesma coisa.
Porém, mais tarde, ainda naquela noite, o grupo fechado de seguidores de Jesus – Pedro, Tiago e João – foram capazes de dormir enquanto Jesus passava por agonia no jardim.
No caminho da crucificação de Cristo, Pedro o negaria três vezes no pátio. Mas naquele momento preciso, a Bíblia diz que Jesus “virou e olhou” para ele (Lucas 22:61). Os seus discípulos falharam com Ele – mais uma vez – após algumas horas de terem feito promessas. Ainda assim, Ele nunca deixou de amá-los, porque Ele e Seu amor são “o mesmo ontem, hoje e para sempre”(Hebreus 13:8).
Quando você faz de tudo dentro das suas possibilidades para obedecer a Deus, seu cônjuge pode ainda lhe abandonar e ir embora – assim como os seguidores de Jesus fizeram com Ele. Mas se o seu casamento falhar, se o seu cônjuge for embora, não deixe que a razão disso seja por que você desistiu do casamento ou parou de amá-la.
O amor nunca perece.
Dos nove “frutos do Espírito” listado em Gálatas 5, o primeiro de todos é o amor. E porque a fonte desse amor é o imutável Espírito Santo – o mesmo Santo Espírito que habita no coração de todos os cristãos – então o amor que Ele coloca em você é imutável também.
Ele é baseado na vontade de Deus, no chamado de Deus e na Palavra de Deus – todos imutáveis. A Bíblia os declara “irrevogáveis” (Romanos 11 :29). “Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão” (Lucas 21:33).

Há apenas alguns dias você foi desafiado a construir amorosamente seu casamento na Palavra de Deus. Isso para que quando todo o resto falhar, a verdade de Deus ainda permaneça firme. Ao longo do caminho você também foi desafiado a ser paciente, a não ser egoísta, a se sacrificar pelas necessidades do seu cônjuge.
Estas não são apenas idéias amorosas que existem isoladas. Cada qualidade do amor destacada neste livro está baseada no amor de Deus, capturado e expressado em Sua Palavra. A imutável Palavra de Deus. Não há desafio ou circunstância que possa colocar uma data de vencimento n’Ele ou em Seu amor. Então, o seu amor – feito das mesmas substâncias – produz o mesmo, características imutáveis.
O amor nunca perece.
Então o desafio de hoje é colocar o seu amor inesgotável em palavras mais poderosas e íntimas possíveis. Esta é a sua chance de declarar que não importa quais as imperfeições existentes _ tanto em você quanto em seu cônjuge – o seu amor é ainda maior. Não importa o que ele tenha feito ou com que freqüência fez isso, você escolheu amá-lo assim mesmo. Apesar de você ter sido descuidado no tratamento com ele com o passar dos anos, seus dias de inconsistência no amor acabaram. Você aceita este homem ou esta mulher como um presente especial de Deus para você e promete amá-lo (a) até a morte.
Você está dizendo ao seu cônjuge, “Mesmo que você não goste do que está lendo – mesmo que você não goste de mim – eu escolho amar você assim mesmo. Para sempre”.
Porque o amor nunca perece.

DESAFIO DE HOJE:

Passe um tempo orando individualmente, então escreva uma carta de comprometimento ao seu cônjuge. Inclua a razão pela qual está se comprometendo com este casamento até a morte e que decidiu amá-lo não importam as razões. Deixe-a em um lugar onde o seu cônjuge possa encontrá-la.Quais foram as hesitações que você teve ao escrever esta carta? Como você espera que o seu cônjuge responda a ela? Como Deus lhe ajudou a escrevê-la e o que este processo lhe ensinou sobre você mesmo?

Desafio de Amar

Sandro & Michelle

5 comentários:

  1. Adoraria fazer...mais no meu caso ja não da...estamos ha 2 meses separados...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma situação porém estamos há 8 meses separados.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. esse e o meu email preciso falar com vc pois nao adianta arruma casamentos se o namoro nao for do senhor!

    ResponderExcluir