Você precisa se motivar!


Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como

aos homens. - Efésios 6,7

Não é preciso ter muita experiência para descobrir que o seu cônjuge nem sempre irá lhe motivar. Na realidade, muitas vezes ele irá lhe desmotivar. Com mais freqüência do que você gostaria, parecerá difícil encontrar inspiração para demonstrar amor. Talvez ele nem receba seu amor quando você tentar expressá-lo. Essa é simplesmente a natureza da vida, mesmo em casamentos saudáveis.

Porém, apesar dos temperamentos e emoções criarem motivações oscilantes, certamente o amor permanecerá no mesmo lugar, o tempo inteiro. Quando Deus é a sua razão de amar, sua habilidade para amar é garantida.
Isso acontece porque o amor vem d’Ele.
Pense dessa maneira. Quando você era criança, seus pais certamente estabeleceram regras para você seguir. Você tinha hora para dormir. Seu quarto tinha que ser mantido limpo. Seu dever de casa precisava ser feito antes de você ir brincar. Se você foi igual a maioria das outras pessoas, você se acostumava com essas regras à medida que as obedecia. E provavelmente você não as obedeceria, de modo algum, se hão fosse motivado pelas imposições que, uma vez desrespeitadas, traziam conseqüências sérias.
Mas se você se encontrou com Cristo ao longo do caminho ou recebeu qualquer tipo de ensinamento bíblico, você provavelmente foi exposto à essa idéia - "Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais; porque isto é agradável ao Senhor" Colossenses 3:20). Se você acreditou nisso de todo coração, certamente você entendeu que não daria satisfação aos seus pais para sempre.
Isso não representava mais uma batalha de vontades entre você e uma figura de autoridade de carne e osso. Era, sim, entre você e Deus. Sua mãe e seu pai eram apenas os intermediários.
Como se constata posteriormente, contudo, o relacionamento entre pais e filhos não é a única coisa aprimorada pelo fato de Deus ser sua motivação principal. Considere as seguintes áreas onde agradar a Deus deve ser o seu alvo:


Trabalho. "E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens" (Colossenses 3:23).
Serviço. "Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo somente à vista como para agradar aos homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor" (Colossenses 3:22).

Tudo. "E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, (como ao Senhor), e não aos homens, sabendo que do Senhor recebereis como recompensa a herança; servi a Cristo, o Senhor" (Colossenses 3:23-25).
Até o casamento. "Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor". (Colossenses 3:18) "Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela" (Efésios 5:25).


O amor que é exigido por você no casamento não depende da gentileza ou conveniência do seu cônjuge. O amor entre o marido e a esposa deve ter um objetivo principal: honrar ao Senhor com devoção e sinceridade. O fato de que esse processo abençoa ao nosso(a) amado(a) é simplesmente um benefício adicional maravilhoso.
Essa mudança de foco e perspectiva é crucial para um cristão. Ser capaz de acordar sabendo que Deus é nossa fonte e provisão - não somente das suas necessidades, mas também das necessidades do seu cônjuge - muda totalmente a razão de interagir com ele.
Não é mais essa pessoa imperfeita que decide quanto amor você demonstrará, mas sim este Deus totalmente perfeito que pode usar até mesmo uma pessoa imperfeita como você para derramar a bênção do amor em outra pessoa.
O relacionamento com a sua esposa tem se tornado cada dia mais difícil? Você está perdendo a paciência com a capacidade dela de sempre discordar de você? Ela não para de fazer isso nem por um instante? Não negue o seu amor só porque ela pensa diferente de você. Ame-a como ao Senhor.
Seu marido está se afastando de você, não compartilhando seus pensamentos e aparentemente mergulhado em algo que não quer compartilhar? Você se sente ofendida pela indisposição dele de se abrir? Você está cansada do modo tão breve como ele lhe trata, e da maneira como ele atende às necessidades das crianças, deixando, às vezes, a desejar? Não reaja com uma dose dupla de silêncio e desatenção. Ame-o assim mesmo como ao Senhor.
O amor motivado por pura obrigação não permanece por muito tempo. E o amor motivado somente por condições favoráveis nunca terá a garantia de oxigênio suficiente para manter-se respirando. 

Somente o amor ofertado a Deus - devolvido a Ele em gratidão por tudo o que tem feito - é capaz de se manter quando todas as outras razões perderem a capacidade de nos estimular.
Aqueles que se sentem bem com casamentos medíocres podem deixar o seu amor para arriscar esperar pelo melhor. Mas se você assume o compromisso de dar ao seu cônjuge o melhor
amor possível, você precisa buscar a maior motivação do amor. O amor que tem a Deus como foco principal é ilimitado no que se refere ao nível que pode atingir.


Antes de ver seu cônjuge hoje. Ore por ele e por suas necessidades. Diga "eu te amo" sendo fácil para você ou não. Então expresse amor de maneira sensível. Volte a deus em oração mais uma vez. Agradecendo a ele por ter lhe dado o privilégio de amar essa pessoa tão especial - incondicionalmente. Assim como ele ama vocês dois.