Quem ama protege!



O amor tudo sofre – 1 Coríntios 13:7

O casamento é feito de uma série de elementos, incluindo alegrias, tristezas, sucessos e fracassos. Mas quando você pensa em como deseja que seja o casamento, a última coisa que vem à sua mente é que ele se pareça com um campo de batalha. Contudo, existem algumas batalhas que você deve estar mais do que disposto a enfrentar. Essas são batalhas que estão ligadas à proteção do seu cônjuge.



Infelizmente, o casamento tem inimigos externos. Eles aparecem em formas diferentes e utilizam estratégias diferentes, e certamente eles irão conspirar para destruir o seu casamento, a menos que você saiba como impedi-los.

Alguns desses inimigos são espertos e parecem atraentes, com o único propósito de minar o amor e a apreciação um pelo outro. Outros tentam seduzir o seu coração, alimentando-o com fantasias e comparações irreais. Essa é uma batalha que você precisa travar para salvar seu casamento – daquelas em que o amor veste sua armadura e levanta a espada para se proteger. Seu casamento e seu cônjuge precisam de uma constante proteção de coisas como:
Influências prejudiciais. Você está permitindo que certos hábitos envenenem sua casa? A internet e a televisão podem ser um acréscimo produtivo e prazeroso à sua vida, mas elas também podem trazer elementos destrutivos e lhe privar de momentos preciosos com a sua família: O mesmo vale para as horas de trabalho, que os mantém separados um do outro por horas preciosas. Você não pode proteger a sua casa se raramente está presente, nem quando está relativamente desconectado. É preciso lutar para manter o equilíbrio.

Relacionamentos doentios. Nem todo mundo pode ser um bom amigo. Não é todo colega com quem você sai para pescar que fala com sabedoria quando o assunto é casamento.

Não são todas as mulheres com quem você se relaciona que tem a perspectiva correta em relação a compromisso e prioridades. Na verdade, todo aquele que mina o seu casamento, não merece receber o título de “amigo”. E certamente você precisa estar alerta todo tempo para que os relacionamentos com o sexo oposto no trabalho, na academia, ou até mesmo na igreja não lhe afastem emocionalmente daquele para quem você já entregou seu coração.
Desonra. Todo mundo enfrenta algum tipo de inferioridade e fraqueza. E em virtude do casamento expor completamente essas fraquezas um ao outro, você precisa proteger a vulnerabilidade da sua esposa ou do seu marido, nunca falando negativamente dele(a) em público. Os segredos dele (a) são os seus segredos (a menos, claro, se esses segredos envolverem comportamentos destrutivos que colocam você, seus filhos e seu cônjuge em perigo). De um modo geral, o amor esconde as falhas do outro. Ele cobre a vergonha do outro.

Parasitas. Tome cuidado com os parasitas. Um parasita é tudo aquilo que se junta a você ou ao seu cônjuge e suga a vida do seu casamento. Eles, na maioria das vezes, tomam a forma de vício, como drogas, apostas ou pornografia. Eles prometem prazer, mas crescem como uma doença e consomem mais e mais dos seus pensamentos, tempo e dinheiro. Eles roubam sua fidelidade e seu coração daquele (a) que você ama.

Raramente o casamento sobrevive quando esses parasitas estão presentes. Se você ama seu cônjuge, deve destruir qualquer tipo de vício do seu coração. Se isso não acontecer, eles lhe destruirão.

A Bíblia fala claramente a respeito desse papel protetor, geralmente utilizando a analogia de um pastor de ovelhas. Deus advertiu, “Meu rebanho ficou sem pastor… e se tornou comida de todos os animais selvagens”. Como? “Visto que meu rebanho ficou sem pastor”. Não porque esses homens eram ruins em desempenhar suas funções, mas porque eles não prestaram atenção. Em lugar de vigiar para se assegurar que suas ovelhas não estavam sendo pegas por predadores, os pastores se alimentaram e não alimentaram Meu Rebanho” (Ezequiel 34:8). Eles cuidaram das suas próprias necessidades e do seu apetite, mas deram pouca importância à segurança daquelas que estavam sob a supervisão deles.

Esposas – você tem o papel de protetora em seu casamento. Você precisa guardar o seu coração de ser levado por novelas, revistas e outras formas de entretenimento que mancham sua percepção da realidade e fazem você ter expectativas falsas a respeito do seu marido. Ao contrário, você deve fazer a sua parte em ajudar o seu marido a se sentir forte, enquanto também evita pensamentos provenientes de programas de TV que tiram a sua atenção da família. “Toda mulher sábia edifica a sua casa; a Insensata, porém, derruba-a com as suas mãos” (Provérbios 14:1).

Homens – você é o cabeça da casa. É o responsável diante de Deus por guardar os portões e manter-se firme contra, tudo o que ameaça a sua esposa e o seu casamento.

Essa não e uma tarefa simples. Requer um coração corajoso e uma cabeça que pense de forma preventiva. Jesus disse, “Se o dono da casa soubesse que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa” (Mateus 24:43). Esse é o seu papel. Leve-o a sério.

Remova qualquer coisa que esteja atrapalhando seu relacionamento, qualquer vício ou influência que esteja se infiltrando em seu amor e afastando seu coração do seu cônjuge.

Deus abençoe, estamos orando por vocês!

Sandro & Michelle